Sunset Riders Cover

Sunset Riders, O Velho Oeste do tempo dos Arcades.

Arcade Mega Drive MUNDO RETRÔ Snes

Sunset Riders

Sunset Riders foto 1
Sunset Riders originalmente lançado para os fliperamas 1991,e posteriormente em 1992 e 1993 foi portado para os consoles Mega Drive e Super Nintendo, respectivamente. Porém, cada uma das versões possuíam diferenças entre si, na do arcade poderia jogar com até quatro pessoal simultaneamente, mas teve poucas unidades e é difícil de ser achada.

As versões em console eram ótimas, mas a do Mega Drive era inferior ao do Super Nintendo, pois, dos oito estágios do game, quatro foram removidos(mas foram adicionados alguns estágios inéditos). Outra modificação foi que apenas dois dos quatros personagens estavam disponíveis e foram inserido balões de falas como nas histórias em quadrinhos já que por sua vez o áudio das vozes havia sido removidas. Para compensar os “cortes”, o jogo no console da SEGA usava um botão que era para sair atirando pra tudo quanto era lado (não tinha isso nos fliperamas) além de ter também um modo Versus, onde os personagens duelavam bem ao modo Double Dragon.

A “Censura Nintendo” no Super NES

Já em 1993 chegou a vez do Super Nintendo receber uma versão do game. Como todo game da época este também teve censura politicamente correta onde os índios e as mulheres que levavam tiros foram trocados por inimigos genéricos, outra mudança foi que todas as referências ao fumo e álcool foram removidas e até as dançarinas do final estão com roupas bem mais comportadas.

É inacreditável como no mundo dos games , quando se fala em faroeste temos poucos títulos . Alguns jogadores já estão meio cansados dos mesmo títulos, ou seja, segunda guerra mundial ou ficção científica, mas achar um game que troca uns tiros com pistoleiros e índios ai sim é algo raro.

Atualmente temos até títulos interessantes como por exemplo o Red Dead Revolver/Redemption, Gun, Mad Dog McCree que são jogos excelente e fazem frente ao estilo faroeste. Mas nenhum deles foi tão impactante quanto o bom e velho Sunset Riders trazido pela Konami.

Quando trata-se de faroeste o assunto sempre gera bons materiais para mídia, seja qual for inclusive Videogames. Foi pensando nisso que a Konami viu ai uma grande possibilidade de sucesso e apostou com tudo em mais uma opção para os arcades mas dessa vez trazendo quatro jogadores simultâneo em Sunset Riders.

Sinopse do game

Com uma premissa simples como deveria ser: Quatro caçadores de recompensas percorrem o Velho Oeste dos Estados Unidos em busca dos mais terríveis fora-da-lei, cada qual com o clássico cartaz de “PROCURADO VIVO OU MORTO” contendo o nome do criminoso a ser capturado aparecia no inicio da fase. Lógico que cada avanço de fazes maior é a recompensa e mais “pontos” que o jogador irá ganhar. E sim como toda boa e velha recompensa os “pontos” são na verdade dinheiros.

O game é todo ambientado no velho oeste, Saloons, casas típicas, celeiros, até uma boiada aparece em sua direção para que você passe por cima para não ser pisoteado. Para isso o jogador conta com quatro caçadores de recompensa prontos para o desafios nestas oito fases, são eles.:

Os Mocinhos (se  assim que podemos chamá-los)

herois gf

Steve: dono dos tiros de revólver tem entre suas cores o amarelo como predominante ;

Billy: seria um clone do Steve se não fosse por ter um narigão e sua cor “preferida” é o azul.

Bob: tem preferencia por espingarda e dos quatro é o único que tem cabelo comprido, sua cor “preferida” é o verde.

Cormano: esse é o mais “discreto” dos quatro é o mexicano do jogo tem preferencia no tom violeta além de ter um poncho. Também prefere atirar com sua espingarda.

Já os vilões foragidos temos.:

boss 1

Simon Greedwell ($10.000): Um banqueiro e fazendeiro que tem vários capangas, de tão ganancioso após ser derrotado ele diz “Bure me with my money”, ou seja “me enterre com meu dinheiro”.

Hawkeye Hank Hatfield ($20.000): No velho oeste sempre teve um titulo de “O Pistoleiro mais rápido do Oeste” pois bem este boss busca ser esse pistoleiro, mas caso voce seja mais rápido poderá derrotá-lo.

Dark Horse ($30.000): Este terceiro chefe vem montado em seu alazão preto disposto a te matar com seu revólver potente.

The Smith Bros ($40.000): Vamos dizer que se não tem irmãos bandidos , não é velho oeste não é mesmo? Os irmãos Smith partem para a luta usando dinamites, querosene e bombas em geral.

El Greco ($50.000): Este mexicano e rival de Cormano vem com seu chicote para o tudo ou nada, nada como uma boa treta né mesmo?

Chief Scalpem (Wigwam – $60.000): Este é um inimigo forte e rápido, Chief Scalpem representa os índios no game usando apenas facas para atacar os jogadores.

Paco Loco ($70.000): Este é um Guerrilheiro louco que uma uma metralhadora para tentar matar os jogadores.

Sir Richard Rose ($100.000): Quem chega a este boss sempre passa uma certa raiva pois ele usa uma “armadura” à prova de balas mas com paciência consegue-se matar .

As batalhas com os chefes exigia estratégias muito variadas.

 

saloom

Ao final do dia, vamos para a farra!

Streamer pela twitch, Youtuber e Retrô Gamer. Meu primeiro Video Game foi um Supergame da CCE e desde então não parei mais de admirar este fantástico mundo dos Games. Sou SEGA por amor, mas gosto de todos os sistemas para mim o que conta é a Diversão. Despois do Supergame meu outro console foi um Master System e meu primeiro cartucho foi Ghostbuster, mas meu primeiro RPG foi Phantasy Star o qual curto até hoje Aprecio o gênero de RPG, MMORPG, Hack and Slash em geral só não me dou bem com Battle Royalle. Moderador do Site, 45 anos, Saquarema, Rio de Janeiro

5 thoughts on “Sunset Riders, O Velho Oeste do tempo dos Arcades.

  1. Noooooossa, joguei MUITO esse game, parte da minha infância tá nesse texto. Eu nem entendia o que tava acontecendo, mas sabia que tava dando tiro. S2

    Oldtimes!

  2. Excelente Site! Meu nome é Ronaldo Bento. Sou Professor de Matemática – a disciplina mais amada do Mundo. Escritor amador, Cinéfilo, Gamer que cresceu jogando com seu primo, amigos e vizinhos, lendo muitas revistas sobre games, frequentando os fliperamas e as antigas locadoras de videogames, hoje divido o meu tempo livre entre as jogatinas e os textos sobre educação, games e cinema dentre outros, costumo publicar em fóruns e sites/blogs relacionados.
    Colaborador das revistas Make The RPG e Make The Game ambas da editora Braveheart.
    Gosto muito de jogos retrô e até já escrevi um singelo livro sobre o mesmo. Sunset Riders é uma jóia produzido pela Konami. Parabéns e vou divulgar seu site. Abraço!

    1. Muito obrigado desde já pelo comentário no meu humilde site , fico feliz pelas palavras e ver que o site tem agradado aos leitores e gamers, saudosas locadoras, em breve pretendo escrever um artigo sobre elas. Sobre o seu livro achei interessante, irei ler (com certeza) e quem sabe não renda uma resenha, gosto de ler livros , ainda mais sobre este assunto, mais uma vez meu muito obrigado e um ótimo final de semana a você e família.

      1. Gosto muito de jogos Retrô, além disso procuro trabalhar com jogos em sala de aula. Também acompanho o trabalho do Porfessor também joga e do podcast Toca do Dragão. Já mandei o link do site para vários alunos. Já que você também aborda jogos novos. Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *