Altered Beast

Altered Beast, o game do Mega Drive onde o Bicho Pega (Literalmente)

Mega Drive MUNDO RETRÔ Videos

Altered Beast foi e sempre será um game marcante do Mega Drive.

Altered Beast Foto 1

Altered Beast, inicialmente lançado em 1988 pela Sega para Arcade no Japão e teve seu port para o “meguinha” comandado por Makoto Uchida (também autor de outros grandes sucessos da Sega: Alien Storm e Golden Axe) e lançado originalmente em 27 de novembro de 1988, quase um mês depois do lançamento oficial do 16 Bits da Sega no Japão.

O Objetivo da conversão do jogo para o Mega Drive era mostrar ao público de que o console, como as próprias propagandas citavam na época, poderia trazer um “arcade para dentro de casa”.

História

Voce assume o controle de um centurião desperto de seu sono eterno pelo próprio Zeus (Deus do Olimpo) com a missão de ir até o inferno para resgatar sua filha Atena (deve ser por isso que ela criou os cavaleiros dos zodíacos) que foi raptada pelo demônio Neff, enfrentando uma gama de monstros como dragões, lesmas, zumbis, cobras e muitos outros. Para isso o centurião conta com a ajuda de esferas de energia que ao ser pega dão a ele poderes sobre humanos de inicio ficando apenas forte como Hércules depois transformando-se em Bestas como Lobisomen, Homem Urso, Homem Tigre e até mesmo um Dragão, a ambientação do game é todo na Grécia Antiga o que deixa o game ainda mais legal no visual.

O Jogo

Altered Beast pode ser jogado por uma ou duas pessoas e alem da sua tela de transformação muito prestigiada na época outra coisa coisa marcante no game é que logo de inicio vem o vozeirao de Zeus e solta a frase mais lembrada do game.

RAAAAAISE FROM YOUR GRAAVE! (LEVANTE DE SUA SEPULTURA!)

Quem jogou no arcade sabe que a voz teve sua qualidade fidelíssima. E por falar em voz, outra voz marcante é a de Neff, avisando “Welcome to your doom!”(“Bem-vindo ao seu destino!”). Visto que esta versão do game veio logo no começo do Mega Drive, era de se esperar que o game não tivesse uma a qualidade tão boa ou que não fosse aproveitado o melhor que o console oferecia.

Com um total de 5 fases usando scroll lateral saindo do cemitério pulando sobre plataformas e usando socos, chutes e voadoras, para liberar caminho pelo inferno, até chegar a cidade de Dis no palácio de Neff onde ele aprisionou Atena. Uma curiosidade do game é que dentre muitos inimigos acima citados também encontra-se o “cocatriz”, um tipo de dragonete que dá rasteiras usando o rabo que é bastante conhecido dos jogadores que já jogaram o Golden Axe.

Assim como o centurião se transforma nessas Bestas, lógico que Neff não iria ficar para trás, em sua primeira forma, vira um ogro bizarro feito de pedaços de corpos, muito grande e que arremessa cabeças. Na segunda forma aparece como um tipo de planta cheia de olhos, na terceira um tipo de salamandra e em sua penúltima forma, a mais difícil (pelo menos pra mim), se transforma numa espécie de crocodilo que solta uns dragonetes e joga bolas de fogo. E já na forma final ele ataca como um híbrido de homem com rinoceronte, indo de uma ponta a outra na tela mais rápido que o “flash” desferindo socos e chifradas

O Jogo em si é curto com fases razoavelmente fáceis, e você ainda conta com continue na fase que estava usando a combinação de A + Start na tela-título, apenas os Boss que complica um pouquinho mas nada como uma boa prática para resolver isso :-). Infelizmente o jogo deixa a desejar no final pois depois dos créditos o game recomeça em seu loop infinito, como se o pobre do centurião fosse condenado a salvar a filha de Zeus por toda a eternidade .

Gráficos

Se comparado ao arcade nota-se que houve muita redução nos sprites, por exemplo: parte do cenário que sumiram, inimigos e lutadores encolheram bastante. Mas ainda assim, é fato que converter de arcade para um console recém lançado e exigir perfeição é exigir de mais não é mesmo?

O jogo para o padrão 16-bit foi produzido tudo dentro das possibilidades e embora os personagens sejam “grandinhos” e a cena mais icônica e conhecida está lá e bem feita, que é a tela das transformações. Esta cena é tão bacana que a transformação do lobisomem foi parar na caixa do Mega Drive original.

Ainda tem o efeito interessante de Neff no final do estágio envolto numa nuvem sinistra e objetos em diferentes planos, dando sensação de profundidade; no entanto foram cortados efeitos quando alguns monstros morrem, que há um efeito de partes voando longe e do Neff antes de sua transformação aumentando de tamanho.

Os chefes são tão grandes que alguns chegam a quase do tamanho da tela, com ações e movimento variadas. Altered Beast tem como ponto negativo as variações de cores em certos cenários pois o personagem fica um pouco embolado com fundo, cito como exemplo a segunda fase que a cor do dragão fica um pouco confusa com o background.

Vale lembrar que ao avaliar um game antigo tem que se localizar no tempo que ele foi lançado, pois nessa época tinha muita garotada que estava acostumada e vindo dos consoles de 8-bits e Altered Beast foi para eles o primeiro contato com a nova geração de games, então, mesmo não sendo “aquele port perfeito” , para aquela época era graficamente decente e garantia um bom impacto.

Som

A portabilidade dos arcades para o console conseguiu manter as principais vozes com uma boa qualidade e bem feita, frases como a de Zeus chamando o centurião dos mortos no início do game, de Neff ameaçando no final dos estágios e outras marcantes como os gritos e grunhidos na hora das transformações bem como também a do centurião falando “Power-up!” quando coleta as esferas.

Se comparado a games que vieram mais tarde como por exemplo Street of Rage elas não são tão variadas, variando a cada fase, mudança para forma animal e ao chegar no chefe podemos dizer que com o proposito de exibir avanços da nova geração comparando com os de 8-bit, são perfeitas. O Efeitos sonoros podemos dizer que são satisfatórios, como os ruídos de chutes, socos, soltar os golpes especiais tipo bola de fogo ou raios e até nas explosões do chefe.

Jogabilidade / controle

Altered Beast é o típico beat ‘em up com movimento lateral e plataformas, movimentos simples como soco, chute, pulo (que pode ser alterado mantendo o direcional para cima ao pular) e suas combinações tais como golpe abaixado, chute para cima tudo combinado e com possíveis voadoras. O salto alto como todo game de plataforma é útil para alcançar as mais elevadas, o que é bem útil nas fases avançadas para escapar dos monstros.

E por falar em golpes podemos dizer que não é somente em monstros que vc usa os chutes e socos, no cemitério por exemplo tem obstáculos tipo túmulos que ou você quebra eles chutando e socando ou pula por cima, os golpes do centurião também aumenta o alcance ao longo da coleta das esferas o que pode ser uma vantagem ao jogador para evitar o corpo a corpo.

As esferas elas são obtidas ao atingir uma criatura (normalmente lobo de duas cabeças) que tenha uma cor diferente dos demais. Com três esferas é a hora que o bicho vai pegar (literalmente) e o centurião transforma-se adquirindo poderes específicos de cada criatura, como citado abaixo:

Lobisomem, seu soco vira uma bola de fogo tipo de hadouken e o chute vira um golpe deslizante que cruza a tela, destruindo todos no caminho.

Dragão, seu soco vira pura energia e voce lança raios, já o chute transforma-se em um escudo de raios.

Homem Urso, seu soco lança um “bafo” de curto alcance que petrifica o inimigo e o chute voce pula transformando-se em uma bola de pelo bem ao estilo sonic

Tigre, seu soco transforma-se em uma bola de energia tipo o hadouken mas segue a linha de ondas subindo e descendo , já o pulo você tem setas de energia que destrói os inimigos acima da sua cabeça quando pula e abaixo em seus pés quando estiver caindo.

Cada golpe é útil para enfrentar os chefes de fase, por exemplo o primeiro boss ele é bem vulnerável às bolas de fogo, já que o jogador precisa manter certa distância para desviar das cabeças arremessadas, já contra o crocodilo da quarta fase essa tática seria péssima pois ele se move em várias direções e o poder do tigre: bolas de fogo que se deslocam em zigue-zague é a melhor para matar ele.

Os controles do game são precisos(apesar do personagem serem grandes) não é complicado saltar ou movimentar e a grande variedade dos golpes permite ao centurião atingir inimigos que surgem do nada voando ou saltando na tela. Com golpes simples o game torna-se atrativo para qualquer faixa etária, não aconselhável a crianças muito pequenas pois os monstros podem acabar afastando (principalmente nas transformações do centurião).

Como nem tudo são flores o game tem seu ponto negativo na movimentação do scroll da tela, pois é muito lento e fica quase impossível você conseguir escapar das lutas, em especial a ultima fase que surge de ambos os lados da tela monstros (cerca de três ou mais de cada vez) cabendo a você ter que limpar a área no punho

Conclusão

Altered Beast ganhou sua popularidade no Mega Drive ao ser incluído como cartucho que vinha já com o console, bem antes do desenvolvimento de Sonic, que posteriormente tomaria seu lugar. Assim como aconteceu com Alex Kidd no Master Sysstem e Mario ou Duck Hunt no NES (Nintendinho de 8-bits) colocar o game acompanhando o videogame deu ao jogo uma nostalgia enorme.

Altered Beast foi um port decente vindo de um arcade simplório e apesar de ter entrado em muitas listas de piores games do Mega e citado como sendo um jogo que não envelheceu bem, é um game com dificuldade moderada, sons e gráficos medianos, boa ambientação, mas vale a pena conhecer como uma parte importante da história dos consoles d 16-bit, e para quem jogou vale lembrar como tudo começou.


Outros Nomes Juuouki (JP), Suwanggi (KO)
Ano lançamento 1988
Fabricante: SEGA, Tec Toy, SEGA R&D2
Franquias: Altered Beast
Lançamento: Oficial
Gêneros: 2D, Ação, Plataforma
Formatos: Cartucho, Memória do console

Streamer pela twitch, Youtuber e Retrô Gamer. Meu primeiro Video Game foi um Supergame da CCE e desde então não parei mais de admirar este fantástico mundo dos Games. Sou SEGA por amor, mas gosto de todos os sistemas para mim o que conta é a Diversão. Despois do Supergame meu outro console foi um Master System e meu primeiro cartucho foi Ghostbuster, mas meu primeiro RPG foi Phantasy Star o qual curto até hoje Aprecio o gênero de RPG, MMORPG, Hack and Slash em geral só não me dou bem com Battle Royalle. Moderador do Site, 45 anos, Saquarema, Rio de Janeiro

1 thought on “Altered Beast, o game do Mega Drive onde o Bicho Pega (Literalmente)

  1. Altered Beast é o jogo que vinha com o primeiro modelo do Mega Drive, e aquele que marcou o início do console para muita gente! “Rise from your grave” excelente análise, relembrando este clássico da SEGA!
    Um incrível beat ‘em up para época… Ótimo trabalho Cristiano!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *